• Augusto Magalhães

Remando contra a maré, desafogando a MPB

Atualizado: 8 de Out de 2019


Capa do CD produzido em parceria por Edu Aguiar, Mingo Araújo e Camila Matoso

Remando contra a maré, mas com parcerias e muita criatividade. É assim que o músico independente Edu Aguiar está tocando pra frente o excelente CD ‘Projeto 1 – Entropia’. Na verdade não se trata de um projeto unicamente dele, mas da bem sucedida parceria entre o músico, Mingo Araújo e Camila Matoso.


O sentido de “remando contra a maré” pode até ser figurativo, mas o que esses músicos fazem na prática é justamente ir de encontro ao que vem sendo produzido em grande escala no mercado fonográfico brasileiro. Isso para mostrar um trabalho autoral de qualidade, norteado por “lirismo e boas doses de sofisticação, que marca historicamente essa tal de MPB”, como informa o release divulgado pelo músico.


O paraibano Bráulio Tavares com Edu Aguiar no CD "Entropia'

São parceiros nessa produção músicos e compositores como Bráulio Tavares, Alexandre Lemos, Carlos Rennó, Adriano Nunes, André Siqueira, Itamar Assiere, Ivan Santos, Martau, Joana Queiroz, André Gomes, Janaína Salles, Roger Negão, Fred Martins, Eugênio Dale, Emmi Finozzi, Gabriela Morgare, Carlos Gómez, Valentina Estol, Geraldo Azevedo e Zélia Duncan, Mingo Araújo, Camila Matoso e Edu Aguiar.


O potiguar Mingo Araújo é um arranjador autodidata que ganhou o mundo com sua arte a partir do clássico álbum “The Rhythm of the Saints”, de Paul Simon em 1989. Ele traz para as 14 faixas do disco “Entropia” o mesmo rigor aplicado em trabalhos com o grupo instrumental “Cama de Gato”, o qual faz parte da sua formação original.

A parceria com a poeta Emmi Finozzi, do Uruguai, mas radicada na Catalunha, traz uma abertura do leque para a música independente não só no Brasil, mas na América Latina e Europa. Ela mescla o trabalho com a faixa “Adelante” e traz impressões e contribuições da cantora de tangos Gabriela Morgare, de Carlos Gómez (violões de aço) e de Valentina Estol (flautas).


A primeira faixa de “Entropia” traz a canção “Eu”, uma bossa nova quase ortodoxa. “O toque elegante e brasileiríssimo de André Siqueira mostra porque o músico gaúcho foi o vencedor do Prêmio Chico Mário de Violão Popular 2018 e o impacto instantâneo é garantido pela voz de Camila Matoso”.


No mais, outras parceiras tão belas e importantes fazem parte do CD, como no poema do paraibano Bráulio Tavares intitulado “Minuto de Silêncio”, onde Geraldo Azevedo faz dueto com Camila Matoso. Um trabalho que vale a pena ser ouvido com muita atenção, no silencio do seu quarto ou na sala povoada. Escute onde você quiser!



100 visualizações0 comentário